Quinta-feira, 21 de Março de 2019

Dia mundial da poesia | 2019

21.03.19

poesia.jpg

Hoje, dia 21 de março, celebra-se o Dia Mundial da Poesia. Este dia foi criado, em 1999, na 30.ª Conferência Geral da UNESCO.

Aqui pode ler a Mensagem da Diretora-Geral da UNESCO para este dia, este ano.

 

Para assinalar o Dia Mundial da Poesia a Rede de Bibliotecas Escolares partilha um conjunto de poema de diversos autores da poesia portuguesa, um artigo e alguns e-books. 

 

 

E-books:

 

 

Fonte: https://blogue.rbe.mec.pt/dia-mundial-da-poesia-2019-2244811 

publicado por essmo-becre às 16:38
link do post | comentar | favorito (1)
Quarta-feira, 20 de Março de 2019

Os livros

 

"Os bons livros têm açucar nas frases, aqui e acolá, como se fossem caixas de doces que só nos engordam benignamente a alma. Lemos gulosos, catando frases de páginas como prendas a desembrulhar devagar mas ansiosamente."

Valter Hugo Mãe

 

Terminada oficialmente a Semana da Leitura e na véspera de mais um Dia Mundial da Poesia, esta frase de Valter Hugo Mãe pode ser inspiradora!

Fica aqui também para os alunos que este ano são finalistas na nossa escola: que os livros vos adocem a vida académica!
publicado por essmo-becre às 16:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Março de 2018

Onde se dá as boas-vindas à Primavera com mais um Livro para Escutar | Poemas para as quatro estações

por Rita Pimenta e Vera Moutinho | Fonte

 

 

 

publicado por essmo-becre às 16:17
link do post | comentar | favorito

21 de março: Assinalam-se quatro datas importantes

Hoje, 21 de Março, comemora-se o Dia Mundial da Poesia, da Árvore ou da Floresta, o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial e o do Síndrome de Down.

 

poesia2018.jpg 

110220161513-494-FLORESTA.jpg

featured-image-index.jpg

574952.png

 

Dia Mundial da Poesia foi criado na XXX Conferência Geral da UNESCO, em 16 de Novembro, de 1999. O propósito deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo.

 

A celebração do Dia Mundial da Árvore ou da Floresta começou a 10 de Abril de 1872, na cidade do Nebraska, Estados Unidos da América.

 

Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebra-se a 21 de Março, em referência ao Massacre de Sharpeville. Em 21 de Março de 1960, em Joanesburgo, na África do Sul, 20.000 pessoas faziam um protesto contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a trazer consigo um cartão que continha os locais onde era permitida a sua circulação. Porém, e mesmo tratando-se de uma manifestação pacífica, a polícia do regime de apartheid abriu fogo sobre a multidão desarmada, fazendo 69 mortos e 186 feridos.

 

Dia Internacional da Síndrome de Down foi proposto pela Down Syndrom International, como o dia 21 de Março, porque esta data se escreve como 21/3 (ou 3-21), o que faz alusão à trissomia 21. A primeira comemoração da data foi em 2006.

in http://www.vozdaplanicie.pt/noticias/11650

 

Créditos imagens:

https://www.ccb.pt/Default/pt/Programacao/LiteraturaEHumanidades?a=1356 

http://www.vozdaplanicie.pt/noticias/11650

http://www.un.org/en/events/racialdiscriminationday/ 

 https://sol.sapo.pt/artigo/554418/hoje-celebra-se-o-dia-mundial-do-sindrome-de-down

 

publicado por essmo-becre às 00:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Março de 2016

Dia Mundial da Poesia 2016

A homenagem de José Luís Peixoto a Régio no Dia Mundial da Poesia

ng6271325.jpg

José Luís Peixoto|JOÃO MANUEL RIBEIRO/GLOBAL IMAGENS

O escritor escreve no seu manifesto A palavra feita de palavras. Poesia em Régio, que será lido esta segunda-feira em Portalegre, que "a poesia é uma torre sobre a vida e sobre a morte"

O poeta José Régio (1901-1960) é homenageado hoje, Dia Mundial da Poesia, em Portalegre, numa iniciativa da Fundação Inatel, em que a praça da República da cidade alto-alentejana e o Centro de Artes e Espetáculos são os cenários para um "espetáculo de homenagem e celebração da vida e obra de Régio, no qual participam vários grupos culturais através da poesia, teatro, música, dança e cinema, numa viagem com encenação a cargo de Hugo Sovelas", segundo a organização.

Na mensagem de José Luís Peixoto, um manifesto intitulado A palavra feita de palavras. Poesia em Régio - que será lida as 19.00, no grande auditório do Centro de Artes e Espetáculo, pelo ator Rui Mendes - é afirmado que "precisamos muito de poesia". "A nossa grande sorte é que a poesia está em todos os lugares onde estamos, como uma sombra do que vemos, pensamos, dizemos, somos".

"A poesia está no que fazemos bem e no que fazemos mal", declara. "O poema é respirar, cada vez que inspiramos e expiramos, ar limpo a limpar-nos o sangue. O poema é fechar os olhos, existir num lugar sem luz e sem corpo. O poema é sorrir, reflexo que não decidimos e que chega aos outros, entre nós e os outros, milagre", lê-se na mensagem de Peixoto.

"Como o mundo inteiro, como todos os momentos, como a própria vida, poesia é ordem e loucura. É ordem quando aquilo que nos faz mais falta é disciplina rigorosa, vírgulas que não poderiam pertencer a nenhum outro espaço, quebras de verso que deixam as batidas do coração na expectativa de um segundo, e é loucura quando esquecemos o essencial, quando precisamos de ser lembrados".

"Poesia é uma palavra feita palavras e, como tal, é um paradoxo feito de paradoxos. No poema, como numa torre, todas as palavras são paradoxos em conflito consigo próprios e uns com os outros. Se tirarmos um tijolo, toda a torre perderá força e, tarde ou cedo, cairá. É a tensão que os tijolos mantêm entre si que permite o equilíbrio da torre. A poesia é uma torre sobre a vida e sobre a morte", escreve José Luís Peixoto, autor alto-alentejano, natural da freguesia de Galveias, a cerca de 70 quilómetros de Portalegre.

"No entanto, um monte de tijolos não é uma torre, um monte de palavras não é um poema. Chamem-se os engenheiros civis, por favor", escreve Peixoto que atesta em seguida que "aquilo que é nomeado torna-se concreto, como uma pedra na palma da mão, como uma pena entre o indicador e o polegar".

"Então, podemos encontrar o lugar certo para esses objetos. Não faltam maneiras de os arquivar: peso, tamanho, sabor. Se essa ordem fizer sentido transportará verdade. A verdade é um espelho. De certo modo, um poeta é um engenheiro civil que constrói espelhos. De certo modo, o poema é um espelho. Mas, de certo modo, o poema é qualquer coisa", prossegue o escritor, para quem o desafio é procurar a poesia, "aceitá-la, aprender a sentir-lhe o gosto. Dessa maneira, a vida ganha um brilho que, afinal, sempre esteve lá", remata.

http://www.dn.pt/

 

 

publicado por essmo-becre às 18:05
link do post | comentar | favorito

.Citação do dia

.Catálogo On-Line

Bibliotecas do Agrupamento

.Tutorial - consulta do catálogo

>

.Sugestões

Toda a poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen, em nova edição, com inéditos da autora. A presente edição reúne toda a obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen, seguindo e atualizando os critérios de fixação de texto adotados nas edições anteriores, graças ao notável trabalho de Maria Andresen de Sousa Tavares e Carlos Mendes de Sousa, que assinam, respetivamente, o prefácio a esta edição, e a Nota de Edição. O presente volume inclui alguns poemas inéditos que integram o espólio da autora, em depósito na Biblioteca Nacional. [...] Fonte:"https://www.fnac.pt/"

.pesquisar

 

.links

.Rádio miúdos

https://www.radiomiudos.pt/

.Música

.posts recentes

. Dia mundial da poesia | ...

. Os livros

. Onde se dá as boas-vindas...

. 21 de março: Assinalam-se...

. Dia Mundial da Poesia 201...

. Dia Mundial da Poesia 201...

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.subscrever feeds

.Visitantes

.Professor bibliotecário: ode

.Abril 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags