Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015

Manter a Memória Viva - Portugal e a Aliança Internacional para a Memória do Holocausto (WEBINAR)

Este webinar constitui uma iniciativa para evocação do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, que anualmente se comemora no dia 27 de janeiro, data que este ano assume particular significado por corresponder ao 70º aniversário da libertação de Auschwitz-Birkenau.

Nesta sessão somos convidados a refletir sobre:

  • As razões que levaram a ONU, em 2005, a escolher este dia para recordar as vítimas do ato de barbárie que foi o Holocausto e a Assembleia da República, através Resolução nº 10/2010, de 2 de fevereiro, a assumir associar-se [Portugal] a determinar associar Portugal a esta evocação internacional (ponto 1 da Resolução da AR);
  • O significado da criação da Internacional Holocaust Remembrance Alliance (IHRA) - o que é, donde veio, a que se destina, importância da Declaração de Estocolmo e participação de Portugal nesta instituição;
  • As razões pelas quais Portugal, país que não viveu diretamente os horrores do Holocausto, assume o seu ensino como obrigatório, participa na investigação e no debate nacional e internacional, procurando promover a memória e a educação sobre o Holocausto nas escolas e universidades, nas comunidades e outras instituições, para que as gerações futuras possam compreender as causas do Holocausto e refletir sobre as suas consequências; e reafirmar a aspiração comum da humanidade a uma justiça e compreensão mútua de forma a evitar futuros atos de genocídio (pontos 2 e 3 da Resolução da AR).

Luís Barreiros
Luís Barreiros
Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa em 1972. Ingressou no serviço diplomático português (MNE) em 1980. Serviu na Embaixada em Maputo, na Missão junto das Nações Unidas em Nova Iorque e foi Cônsul-geral em Boston. Em Lisboa foi, em momentos diferentes, diretor para a cooperação multilateral no Instituto para a Cooperação Económica, assessor do Secretário de Estado para a Cooperação e Coordenador Especial para o Processo de Paz para o Médio Oriente, durante a Presidência Portuguesa da UE, em 2000. Foi sucessivamente Embaixador residente em Bagdad, em Zagreb e em Havana. Atualmente é Chefe da Delegação Portuguesa junto da Internacional Holocaust Remembrance Alliance (IHRA)

publicado por essmo-becre às 02:21
link do post | comentar | favorito

.Citação do dia

.Catálogo On-Line

Bibliotecas do Agrupamento

.Tutorial - consulta do catálogo

>

.Sugestões

«Uma das obras mais notáveis de Agustina Bessa-Luís, O Susto é um roman à clef, um romance cujas personagens são modeladas em pessoas reais. O protagonista, José Midões, é o poeta Teixeira de Pascoaes. Agustina Bessa-Luís descreve-o como uma figura excepcional, acima de todos os contemporâneos, e não esconde o fascínio que Pascoaes lhe inspira. (...) Se todos os livros têm o seu destino, o deste romance é duplo. A sua recepção por leitores e pares, e as consequências dessa acidentada recepção, tiveram efeitos consideráveis na carreira da autora, que merecem ser descritos. [...]» Do Prefácio de António Feijó Fonte:"https://www.fnac.pt/"

.pesquisar

 

.links

.Rádio miúdos

https://www.radiomiudos.pt/

.Música

.posts recentes

. Os livros

. Semana da Leitura 2019

. Evolucionismo | casa das ...

. MILD - Manual de Instruçõ...

. Licenças creative commons...

. Seguranet: alguns recurso...

. Internet Segura

.subscrever feeds

.Visitantes

.Professor bibliotecário: ode

.Março 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags