Figura 1. Galileo Galilei (1564 - 1642)

O pai de Galileu era Vincenzio Galilei, um m√ļsico e te√≥rico musical descendente de uma¬†fam√≠lia¬†florentina da √°rea da medicina e administra√ß√£o p√ļblica. Galileu, o mais velho de sete irm√£os, foi inicialmente educado em Pisa, por√©m, mais tarde foi enviado para uma escola no mosteiro de Santa Maria, em Vallombrosa. Em 1581, foi matriculado na Universidade de Pisa como estudante de medicina. No entanto, o seu interesse por medicina n√£o era grande e acabou por ser atra√≠do √† matem√°tica. Em 1585, Galileu deixou a universidade sem qualquer gradua√ß√£o e retornou a Floren√ßa, onde estudou, independentemente, Euclides e Arquimedes.

De 1585 a 1589, Galileo deu aulas particulares de matem√°tica em Floren√ßa e li√ß√Ķes p√ļblicas e privadas em Siena. Em 1589, por recomenda√ß√£o de Guidobaldo del Monte (1545 ‚Äď 1607), Galileu ficou como professor da cadeira de matem√°tica na Universidade de Pisa. A obra de Galilei¬†De motu¬†(Sobre o movimento) mostrou que este come√ßava a abandonar as no√ß√Ķes aristot√©licas sobre movimento e adotava as abordagens de Arquimedes. Contudo, o seu posicionamento contra a abordagem aristot√©lica tornou-o impopular na Universidade e, em 1592, o seu contrato n√£o foi renovado. No entanto, Galileu acabou por ser transferido para a Universidade de P√°dua, ocupando o mesmo cargo, onde lecionou de 1592 a 1610.

Por volta de 1609, Galileu j√° havia determinado que a dist√Ęncia da queda de um corpo √© proporcional ao quadrado do tempo decorrido (a lei dos corpos em queda) e que a trajet√≥ria de um proj√©til √© parab√≥lica, ambas as conclus√Ķes contradizendo a f√≠sica aristot√©lica.

As observa√ß√Ķes astron√≥micas de Galileu fizeram com que este se inclinasse para a teoria de Cop√©rnico e a sua postura perante a teoria viria, mais tarde, a causar-lhe problemas. Em 1613, escreveu uma carta ao seu disc√≠pulo Benedetto Castelli (1577 ‚Äď 1644) sobre o problema do enquadramento da teoria de Cop√©rnico com certas passagens b√≠blicas. Dois anos depois, a Inquisi√ß√£o considerou a teoria de Cop√©rnico her√©tica e Galileu teve, ao longo da sua vida, alguns problemas com esta institui√ß√£o, sendo mesmo obrigado a rejeitar publicamente que a Terra se movesse em torno do Sol, uma rejei√ß√£o imortalizada em diversas obras liter√°rias e que simboliza o conflito entre as vis√Ķes cient√≠fica e dogm√°tica.

No entanto, para l√° das controv√©rsias com o poder religioso vigente, Galileu √© lembrado como um percursor do m√©todo cient√≠fico, visto que n√£o procurava responder aos problemas cient√≠ficos com base nas vis√Ķes dos fil√≥sofos antigos, mas sim responder √†s quest√Ķes atrav√©s da observa√ß√£o e da experimenta√ß√£o. A sua obra mais relevante foi o¬†Dialogo sopra i due massimi sistemi del mondo¬†(vulgarmente conhecida como ‚ÄúDi√°logo de dois mundos‚ÄĚ), onde Galileu comparou o sistema coperniciano com o sistema ptolemaico. Al√©m disso, Galileu ficou conhecido pela cria√ß√£o do seu pr√≥prio telesc√≥pio, depois de ter tomado conhecimento que nos Pa√≠ses Baixos havia sido constru√≠do um instrumento de observa√ß√£o de objetos a grandes dist√Ęncias.