Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015

Estado da Educação 2014 (CNE)

À semelhança das edições anteriores, o Estado da Educação 2014 apresenta indicadores de referência do sistema educativo que permitem caracterizar a rede escolar, a população escolar e a oferta educativa e formativa, o corpo docente, a avaliação e os resultados escolares e o financiamento público da educação, dos diferentes níveis e modalidades de ensino.

 

Para além disso, o relatório conta com a introdução, assinada pelo Presidente do Conselho Nacional de Educação, Professor David Justino, na qual se aponta para a necessidade de uma estratégia a médio e longo prazo para a política pública educativa, nomeadamente em domínios que não são passíveis de transformação com medidas de curto prazo. Destacam-se entre estes a educação de infância e a necessidade de uma visão integrada da mesma, o sucesso escolar e as elevadas taxas de retenção, a condição docente, a estabilidade do currículo e o tipo de conhecimento e competências a ensinar e a desenvolver nas escolas da sociedade atual e, por fim, o ajuste das qualificações à estratégia de desenvolvimento do país.

 

A publicação termina com treze artigos de investigação sobre temas que foram ao longo do último ano debatidos em iniciativas promovidas pelo CNE, tais como a organização escolar, a avaliação externa e interna das escolas e das aprendizagens dos alunos, a formação de professores, a orientação vocacional e o ensino superior.

 

Fonte: http://blogue.rbe.mec.pt/

Para descarregar o documento, clique sobre a figura seguinte.

Relatorio CNE-2014.PNG

 

Os cinco grandes desafios, segundo o Conselho Nacional de Educação (Jornal Público)  

publicado por essmo-becre às 15:15
link do post | comentar | favorito

.Citação do dia

.Catálogo On-Line

Bibliotecas do Agrupamento

.Sugestões

Quando referimos o património cultural, há a tentação de pensar que falamos de antigualhas, de coisas do passado, irremediavelmente perdidas. Puro engano! Referimo-nos à memória viva, seja referida a monumentos, sítios, tradições, seja constituída por acervos de museus, bibliotecas e arquivos. Tratamos de conhecimentos ou de expressões da criatividade humana... Ter memória é, assim, respeitarmo-nos. Cuidar do que recebemos é dar atenção, é não deixar ao abandono. Daí a presente obra procure aliar a ideia de peregrinação, no sentido da demanda de outros lugares e de outras gentes, através da sua história, como se já fizera em "Na Senda de Fernão Mendes", à memória da cultura e da língua portuguesa, como língua de várias culturas e cultura de várias línguas. Neste Ano Europeu do Património Cultural trata-se de um apelo a que a cultura seja compromisso, cuidado, atenção e conhecimento. Fonte:"https://www.fnac.pt/"

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Rádio miúdos

https://www.radiomiudos.pt/

.links

.Música

.posts recentes

. Reforma de 2018 das regra...

. Prémio Escolar AEPC 2018

. Dia da Europa 2018

. Acordo ortográfico 1990

. Bibliotecando, no fim de ...

. Concurso Nacional de Leit...

. VOTEM E PARILHEM: Autores...

.subscrever feeds

.Visitantes

.Professor bibliotecário: ode

.tags

. todas as tags