Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

VOTEM E PARILHEM: Autores Digitais - uma história pela EB1 Raul Lopes

E porque hoje é Dia Mundial do Livro...

 

Aqui temos o link duma história digital - formato ebook - com que a BECRE Raúl Lopes, EB1 do nosso agrupamento, concorreu  ao concurso Autores digitais.

A história foi escrita e ilustrada por um grupo de alunos do 4º ano.

VOTEM E PARTILHEM

Obrigada!

http://cctic.ese.ipsantarem.pt/cctic/autores-digitais-201718-1o-ciclo/http://cctic.ese.ipsantarem.pt/cctic/autores-digitais-201718-1o-ciclo/

 

 

Book titled 'Rayssa e Zayn,O Recomeço'Read this free book made on StoryJumper

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

image152292193757.jpg

 Fonte: http://www.e-cultura.sapo.pt/artigo/22925

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Pretende anualmente promover o prazer da leitura e o respeito pelos livros e pelos seus autores.

 

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os homens oferecem às suas «damas» uma rosa vermelha de S. Jorge e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do cavaleiro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare, Cervantes e Garcilaso de la Vega, falecidos em abril de 1616.

Em 2018, e porque se comemora o Ano Europeu do Património Culturala Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas quis relacionar a noção de património com o valor cultural e intemporal do Livro e da Leitura. Resultado do conjunto de várias forças, desde o autor ao leitor, passando pelo editor, tradutor, revisor, designer, ilustrador, tipógrafo, livreiro, animador da leitura, o Livro encontra o seu valor intemporal quando é lido e passado de geração em geração, de uma língua para outra língua, de um suporte para outro suporte de leitura.

O cartaz deste ano, baseado numa fotografia que a fotógrafa Luísa Ferreira concebeu no Arquivo Nacional Torre do Tombo, com design da LUPA Designers, pretende transmitir, metonimicamente, que um livro cruza justamente tudo isto: tempo, espaço, língua, cultura, imagem, suporte, fotografia, escrita, mas também uma leitura e muitas leituras, prazer e fruição.  

 Fonte: https://www.dglb.pt/

 

 

Pág. 1/2