Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

Ser Poeta - Florbela Espanca

Poema da poetisa portuguesa, Florbela Espanca, cantado por Luís Represas.

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!
É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!
É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!
E é amar-te, assim perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

 

 

Primavera, floresta, árvores e Poesia,

Coincidência ou talvez não!

 

Poesia e Primavera. Árvore e Floresta.

Assinaladas todas num mesmo dia.

 

O dia 21 de Março, tão de mansinho chegou, com o equinócio que também trouxe a Primavera e, logo logo de seguida, temos o dia das árvores e das florestas. Poesia? 


Este ano o Equinócio ocorreu no dia 20 de Março às 17h32m. Este instante marcou o início da Primavera no Hemisfério Norte, estação vai prolongar-se por 92,75 dias até ao próximo Solstício que ocorre no dia 21 de Junho às 12h28m.

 

Até lá, brindemos à poesia.

 

Dêem-me palavras que eu descobrirei as coisas
Dêem-me coisas que eu descobrirei as palavras.
Salette Tavares
 

 

 

 

Dia Mundial da Poesia

21 de Março

 

Assinala-se hoje o Dia Mundial da Poesia.

Este Dia Mundial foi criado pela UNESCO na sua XXX Conferência Geral, em 16 de Novembro de 1999. Com o objectivo primeiro de defesa da diversidade linguística, actualmente o propósito deste dia é "promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo."

 

De acordo com as notícias divulgadas por diversos órgãos de comunicação social, "Para comemorar a efeméride, as ministras da Cultura, Gabriela Canavilhas, e da Educação, Isabel Alçada, participam hoje na maratona de leitura organizada pelo Centro Cultural de Belém (CCB). Na iniciativa (de entrada livre), que começa às 14:30 na sala Fernando Pessoa (passado posteriormente por outras salas), participam, entre outros nomes, os poetas António Mega Ferreira, Fernando Pinto do Amaral, Inês Pedrosa, Teresa Rita Lopes, José Gil, Cláudia Jardim, José Jorge Letria, Álvaro Magalhães, Amadeu Baptista, Pedro Mexia, Maria do Rosário Pedreira, António Poppe, Pedro Tamen, Filipa Leal, Armando Silva Carvalho, Nuno Júdice, Sérgio Godinho e ainda o madeirense José Tolentino Mendonça.

No Palácio de Belém, o Dia Mundial da Poesia será celebrado com uma tertúlia chamada Café - Poesia - uma iniciativa de Maria Cavaco Silva que contará com a participação de vários poetas, actores e cantores."

 

Nós, na escola, na nossa Biblioteca, vamos assinalar este Dia Mundial da Poesia 2010 durante toda a próxima semana através, entre outras actividades, de uma exposição realizada pelos alunos do 8ºA, mas, amanhã, dia 22, os alunos da turma de 10º ano do curso de Animação Sócio-Cultural vão espalhar POESIA entre nós.

 

Nós, por aqui, hoje deixamos apenas um "cheirinho" poético.

 

Urgentemente

 

 

É urgente o amor
É urgente um barco no mar

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos, muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

Eugénio de Andrade, in "Até Amanhã"

 


 

 

Feira do Livro 2010

 

Feira do Livro

 

Começa amanhã, e vai decorrer até 6ªfeira, dia 19, Dia do Pai, a nossa Feira do Livro. 

 

É com grande satisfação, e imensa expectativa, que voltamos a realizar a Feira do Livro na nossa escola.

Depois de, no ano passado, esta actividade ter tido lugar nas instalações da Biblioteca Municipal e ter sido realizada em conjunto com as bibliotecas escolares de todo o concelho, voltamos a ter uma Feira só nossa e no nosso espaço.

Não que não tenhamos gostado da Feira do ano passado, mas ... a nossa casa é a nossa casa!

 

Esperamos a visita de todos. E se cada um, aluno, professor ou assistente operacional, trouxer um amigo ou um familiar, o nosso objectivo será alcançado.

E qual é o nosso objectivo?

Mostrar livros.

Mostrar que há imensos bons livros para ler.

E, por que não assumir, vender livros para podermos, com os lucros, melhorar o acervo da nossa biblioteca.

 

Contamos consigo.

 

 

Pág. 1/2