Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos da ESSMO

O importante não é onde chegas, mas o caminho que percorres.

A vida é assim, Carlota

A vida é assim, Carlota.As primeiras aventuras de Carlota aos 14 anos, o primeiro beijo, a separação dos pais, alegrias e tristezas de uma adolescente.

Os pais de Carlota, agora com catorze anos, comunicam-lhe a ela e ao irmão Marcos, que vão fazer umas férias matrimoniais, eufemismo para separação definitiva. Além disso, descobre que Ramón, que convalesce no hospital em recuperação de um acidente de mota, é bem capaz de não ser o seu grande amor e que não corresponde à ideia que tinha dele.

Apesar de tudo, Carlota conserva intactos o seu sorriso e a sua vitalidade, afrontando com optimismo e sem dramatismos, a sua entrada na adolescência.

da Contracapa

 

Gemma LienasGemma Lienas
Nasceu em Barcelona em 1951. Leitora apaixonada desde criança, Gemma pretende - com suas obras - que todos partilhem da alegria que lhe proporcionaram os livros.
Gemma Lienas nasceu em Barcelona em 1951. Depois de ter vivido cinco anos em Estrasburgo, regressou a Barcelona onde se envolveu no dia-a-dia da cidade, trabalhando especialmente com grupos de apoiantes para a igualdade das mulheres. É colaboradora na rádio e imprensa escrita. Dá aulas na Universidade de Barcelona e na casa Elizalde. O ano de 1978 foi profundamente gratificante para a autora. Nesse ano foi contemplada

com os prêmios Reculi, Ramon Muntaner e Andrômina. "A vida é assim Carlota" rendeu-lhe uma menção honrosa da secção espanhola do IBBY, para 1990.

As Montanhas Misteriosas

As montanhas MisteriosasAs Montanhas Misteriosas é o primeiro título da série As Terras de Elyon, uma trilogia fantástica que tem como personagem principal uma menina de doze anos. Alexa Dadley, a jovem protagonista, vive num reino circundado por altas muralhas construídas com o intuito de proteger o território e os seus habitantes dos ameaçadores perigos que poderiam existir para além delas. Neste volume, Alexa viaja com o pai para Bridewell, a cidade principal, e ficam instalados num velho casarão repleto de recantos secretos que despertam e aguçam a curiosidade da jovem, principalmente depois de encontrar a chave de uma porta secreta. Acompanhe-a na descoberta do mundo por detrás da porta. Uma viagem mágica onde nada é o que parece...


Neste primeiro livro da série As Terras de Elyon descobrirás um reino fantástico circundado por altas muralhas que protegem até mesmo as estradas que ligam as suas cidades. Alguém as mandara construir, a fim de proteger o território e os seus habitantes dos perigos misteriosos que se acreditava existir para além das muralhas. Naquele Verão, Alexa Dadley, de doze anos, menina corajosa e inteligente, acompanhou o pai, como todos os anos, quando este se desloca a Bridewell, a cidade principal. O que Alexa não sabe é que a espera uma missão deveras importante e

cheia de aventura, num mundo mágico onde nada é o que parece.Patrick Carman


Uma obra que vai agradar a todos os leitores de Harry Potter e As Crónicas de Nárnia.


Patrick Carman começou por criar esta série de histórias com o propósito de as contar às suas duas filhas para as entreter e inspirar. Depois outras crianças as foram lendo e gostando tanto delas que fizeram desta série um bestseller internacional com milhões de cópias impressas.

Agarra-te bem!

Agarra-te bem!
Bom dia a todos!
 
Antes de mais queria agradecer a presença dos nossos Convidados, da Senhora Presidente do Conselho Executivo da nossa Escola, dos Professores, das turmas do nono ano e do CEF T3, do representante dos Pais e Encarregados de Educação e dos Encarregados de educação que puderam vir.
 
Os acidentes rodoviários em Portugal continuam a ser uma tragédia. Tornou-se habitual os telejornais abrirem com mais uma notícia de um automobilista que atropelou crianças ou um idoso numa passadeira – muitos dos quais fogem; cidadãos que conduzem com excesso de álcool ou sob o efeito de drogas; outros que são apanhados em contramão na auto-estrada; ou imagens impressionantes de veículos desfeitos…assim como números igualmente impressionantes: por exemplo, entre 1995 e 2001 ocorreram em Portugal 330.986 acidentes rodoviários de que resultaram 12.834 mortos, 59.995 feridos graves e 387.873 feridos ligeiros.
 
Sendo a sinistralidade rodoviária a tragédia que é, tendo causado nos últimos 20 anos mais de 30. 000 mortos, três vezes mais do que as causadas pela guerra colonial e de nada ter parado este "raro fenómeno": nem as melhores estradas, melhor sinalização, melhor policiamento das vias públicas, maior escolaridade dos condutores, melhor material circulante, campanhas publicitárias mais agressivas....e por aí fora, decidimos dar um pequeno contributo nesta matéria e organizar uma acção sobre segurança e prevenção rodoviárias.
 
A ideia partiu dos nossos Professores José Sobral e Elsa Carvalho, também nossa directora de turma. Recebemos o desafio de realizarmos, em conjunto com eles, esta acção sobre Segurança e Prevenção Rodoviária. Alguns alunos, por via disso,  organizaram-se no Projecto do Empreendedorismo a que demos o nome de "AGARRA-TE BEM! À VIDA ..." e metemos mãos à obra. Toda a turma do 9.º C participa e dá o seu melhor.
 
Recebemos desde a primeira hora todo o apoio e incentivo do Conselho Executivo da nossa Escola. Pedimos-lhe um dia sem aulas para desenvolver esta acção, o que foi nos foi concedido.
 
As actividades programadas para hoje são as seguintes: palestra-debate para os alunos do 9.º ano e CEF T3 com a PSP de Tomar e a Delegada de Saúde do Concelho; cursos para obtenção da carta de peão e passageiro, com parte teórica e prática (e posterior entrega da Carta), a cargo da Escola de Condução Moderna, de Tomar; simulador de trânsito (com módulo teórico e prático), a cargo da Scutvias, Auto-estradas da Beira Interior; cursos de primeiros socorros, a cargo de duas Enfermeiras do Centro de Saúde de Tomar; provas de maneabilidade e destreza, a cargo da Escola Fixa de Trânsito de Ferreira do Zêzere (que faculta o seu responsável técnico e os carrinhos), da Escola Segura; recolha de sangue a cargo do Instituto Português do Sangue - Lisboa; construção de painel alusivo com colagens; visionamento de trabalhos realizados por alunos do 12.º ano sobre o tema; realização de serigrafia com o cartaz da acção nas camisolas que os alunos da turma C, do 9.º ano vão vestir nesse dia.
 
Colaboram nesta acção as seguintes entidades: Escola Secundária/3 Santa Maria do Olival - Tomar; Projecto do Empreendedorismo "AGARRA-TE BEM! À VIDA..."; Câmara Municipal de Tomar; Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere; Escola de Condução "Moderna", de Tomar;  Escola Fixa de Trânsito de Ferreira do Zêzere; PSP de Tomar; Escola Segura de Tomar; Delegação Concelhia de Saúde de Tomar; Scutvias, Auto-estradas da Beira Interior, AS; Instituto Português do Sangue - Lisboa; Centro de Saúde de Tomar; Associação de Estudantes da ESSMO; Ramos e Ramos, SA.
 
Queremos também agradecer ao Professor Fernando Mendes que realizou o bonito cartaz da nossa acção, fez a serigrafia que trazemos nas camisolas e que esteve sempre de braços abertos para nos ajudar.
Muito obrigado a todos.

O Livro Verde - Guia do dia-a-dia para salvar o planeta

O Livro VerdeSabe quais são as sugestões ecológicas de Justin Timberlake? E as de Jennifer Aniston? Com este livro pode ficar a saber isso e muito mais.
Pequenas opções podem, realmente, ter um grande impacto na saúde do nosso planeta.
O livro divide o nosso habitat em 12 áreas – casa, trabalho, escola, etc., – e sugere opções mais “verdes” em cada uma.

Eis alguns conselhos do livro: não peça recibos no multibanco, feche a torneira enquanto lava os dentes, desligue a sua televisão, use sabonete

em vez de gel de banho, recicle e use papel reciclado, beba vinho biológico, utilize uma caneca de cerâmica para o seu café, compre comida

biológica para os seus bebés, utilize bilhetes electrónicos em vez de bilhetes em papel, compre um único pacote de um litro de leite, em vez de

comprar múltiplos recipientes mais pequenos, compre souvenirs a artesãos locais em vez de bugigangas feitas nalgum outro sítio.


http://www.readthegreenbook.com/

A História de Serena

A História de SerenaEsta obra parte de uma pergunta: “Um romance pode ser a base para uma boa investigação?”.

A literatura é, na realidade, o que mais nos aproxima das verdades humanas?

A força da resposta de Serena levou-a a ser já contada em várias línguas.

Esta narrativa trará decerto pela sua perspectiva inovadora um forte contributo ao processo de melhoria da Escola através da auto-avaliação

partilhada.

António Gil, o professor de história de Serena, é um personagem que lembra o professor de literatura do famoso filme “O Clube dos Poetas

Mortos” (aliás como toda a primeira parte da obra). Ele conseguirá, contra alguns “velhos do Restelo”, envolver todos os protagonistas do

sistema educativo na Auto-Avaliação da sua disciplina; partilha essa responsabilidade com a Directora, a aluna, a mãe.
Esta AUTO-AVALIAÇÃO PARTILHADA deixará o espaço individual da sua disciplina, alastrará para o contexto micro da escola de Serena e,

posteriormente, para o contexto macro de reflexão, elencagem de problemas e estratégias para a sua resolução que envolverá 101 escolas de

dezoito países, e onde estarão representados gestores escolares, professores, alunos e pais. Trata-se de um projecto desenvolvido no âmbito do

“Programa Sócrates”, chamado “Avaliação da Qualidade na Educação Escolar”. Portugal foi um dos primeiros dezoito países e teve 5 escolas

envolvidas no projecto.

Na segunda parte da obra o romance vai-se converter em realidade – da ficção a realidade. Será aqui analisado o projecto “Avaliação da

Qualidade na Educação Escolar”, nas vertentes teórica e prática: o que está errado, quais as estratégias a adoptar, qual a base científica que

servirá de “guarda-chuva” a acção.

Obra de referência e de grande actualidade temática, já editada em vários países nomeadamente em Inglaterra, Itália, Dinamarca, Alemanha,

França, Grécia.

Pág. 1/2