Segunda-feira, 14 de Setembro de 2015

Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura- cerimónia de entrega a Lídia Jorge

 
mostraespanha2015

 

Lidia_Jorge.jpg

 A sessão solene de entrega do Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura à galardoada da 5ª edição, a escritora Lídia Jorge, decorre [hoje] no dia 14 de Setembro, pelas 18h00, no Museu Nacional de Arte Antiga.

A cerimónia realizar-se-á em conjunto com a apresentação da “Obra Convidada” A Sagrada Família com Santa Ana, de El Greco, exposição inaugural da Mostra Espanha 2015 e contará com a presença de S. Exas. os Secretários de Estado da Cultura de Portugal e de Espanha.

 

Fonte: http://www.gepac.gov.pt

 

 

 

 

publicado por essmo-becre às 15:50
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Março de 2015

Lídia Jorge - Prémio Literário Vergílio Ferreira 2015.

10426242_965921866782065_774182153318534412_n.jpg

 

Lídia Jorge recebeu hoje hoje o Prémio Literário Vergílio Ferreira 2015.

A escritora recebeu o galardão literário numa cerimónia na Sala de Docentes do Colégio do Espírito Santo, da Universidade de Évora.

A anteceder a entrega do prémio, decorreu ainda uma sessão aberta com Lídia Jorge, Eduardo Lourenço e Fernando Pinto do Amaral (11h30 na sala 131) e uma sessão de autógrafos com a escritora (12h30).

Instituído em 1997, pela Universidade de Évora, o Prémio Vergílio Ferreira destina-se a premiar, anualmente, o conjunto da obra literária de um autor de língua portuguesa relevante no âmbito na narrativa ou do ensaio.

 

 

Adaptado de https://www.facebook.com/camoes.ip

publicado por essmo-becre às 21:37
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 30 de Novembro de 2014

Lídia Jorge vence Prémio Luso-Espanhol de Arte Cultura 2014

17779109_7TJZe.jpeg

A escritora Lídia Jorge venceu o Prémio Luso-Espanhol de Arte Cultura 2014, atribuído pelo Ministério da Cultura de Espanha e pela Secretaria de Estado da Cultura de Portugal.

[...]

O júri justificou a atribuição deste prémio, anteriormente entregue, entre outros, a Perfecto Quadrado, Siza Vieira e Carlos Saura, por Lídia Jorge conseguir “criar uma relação e vínculo de união entre Portugal e Espanha através da sua contribuição para o conhecimento mútuo de ambos os países e, também, pelo valor da sua obra literária, que aborda algumas das questões fundamentais do nosso tempo”».

 

http://blogue.rbe.mec.pt/

 

publicado por essmo-becre às 00:26
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 5 de Outubro de 2014

“A cultura é uma porta fundamental para sair da crise”, Lídia Jorge

 O festival Escritaria terminou esta tarde, após vários dias com iniciativas culturais que assinalaram, no museu municipal e nas ruas e praças da cidade, a vida e a obra de Lídia Jorge.

 

A escritora Lídia Jorge defendeu esta tarde, no Escritaria, em Penafiel, onde está a ser homenageada, que "a cultura é uma porta fundamental" para se sair da crise.

"Neste momento de crise, toda a gente está a perceber que a cultura é uma porta fundamental para sairmos dela", disse, comentando ainda: "A cultura vive com o mínimo dos mínimos, mas sabemos que, a partir dela, multiplicando, faz os máximos dos máximos".

O festival Escritaria terminou esta tarde, após vários dias com iniciativas culturais que assinalaram, no museu municipal e nas ruas e praças da cidade, a vida e a obra de Lídia Jorge.

No encerramento, dirigindo-se ao escritor Mário de Carvalho, homenageado na edição de 2013, e que hoje participou num dos painéis, a escritora observou, a propósito do festival:

"Nós os dois estamos a desfrutar de momentos em que a realidade é muito consoladora".

Recordando os eventos que animaram a cidade desde quinta-feira, Lídia Jorge salientou uma frase sua que a organização colocou à entrada da biblioteca da cidade.

"Nunca imaginei que uma frase minha pudesse estar escrita no chão de uma biblioteca", comentou, emocionada.

No passeio, à entrada daquele equipamento público, pode ler-se: "Não há livros de instruções para salvar a vida, só a literatura se aproxima desse grande livro".

Segundo a escritora, trata-se de "uma frase de congregação de todos os que escrevem, editam e traduzem, aqueles que multiplicam a divulgação dos livros".

A concluir, deixou uma mensagem às dezenas de pessoas que assistiam ao momento de encerramento do Escritaria.

"Tenho uma grande ambição. Só quero ser uma cronista do tempo que passa, do meu tempo, do vosso tempo, do nosso tempo".

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico aplicado pela agência Lusa
 
 
publicado por essmo-becre às 22:07
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 10 de Maio de 2011

Visita da Lídia Jorge

No dia 6 de Maio, pelas 15h30m, a escritora Lídia Jorge foi recebida pela directora da Escola, Dr.ª Maria Celeste Sousa, e encaminhada para a Biblioteca onde viria a ser homenageada. Aqui, esperavam-na alunos e professores que presenciaram a entrega do álbum fotográfico que testemunha a sua última passagem pela escola.

 

 

 

 

Na Biblioteca Escolar, baptizada com o seu nome desde 2003, Lídia Jorge proporcionou-nos um momento único de pura “poesia” literária. Interpelada pelos alunos, a escritora respondeu de forma realista e reflectida às questões relacionadas com os seus livros, as “cidades” que habitam em si e o seu passado como professora, inclusivamente nesta escola.

Desfilaram perante os nossos olhos, memórias e reflexões intercaladas por sábios conselhos do Director do Jornal de Letras, o jornalista José Carlos de Vasconcelos, que acompanhou a escritora nesta visita e que constituiu uma mais valia na conversa mantida.

Quando a atmosfera musical, de alunos e professores, nos envolveu, arrancou sentidos aplausos a todo o público.

Já na sala Polivalente, a apresentação do espectáculo “Aqui há Gato”, encenado pelas professoras Ana de Carvalho e Joana Jacob, com intervenção de alunos do 7º ano B e do Curso Profissional de Animação Sociocultural, foi igualmente muito aplaudida. A finalizar, mais uma agradável surpresa, as cantigas da Tuna Sabes Cantar.

E foi com um pequeno lanche que se deu por terminada, na ESSMO, a tarde inesquecível de literatura e música que, resumidamente, acabámos de descrever.

 

 

P'la equipa da BE

Ana Paula V. Santos

 

 

 

 

publicado por essmo-becre às 23:42
link do post | comentar | favorito
|

.Citação do dia

.Catálogo On-Line

Bibliotecas do Agrupamento

.Sugestões

"O enredo tece-se em torno da trajectória de um médico psiquiatra, desde o início da manhã, quando inicia o seu trabalho no Hospital Miguel Bombarda, até às 5 da madrugada do dia seguinte, no seu apartamento do Monte Estoril. Entre o início e o fim do eixo narrativo, sucedem-se episódios que constituem o quotidiano do médico no decorrer desse dia. O primeiro livro de um autor que ao longo dos anos se impôs como um nome cimeiro na literatura portuguesa."

Fontes:http://www.fnac.pt/

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Música

.posts recentes

. Prémio Luso-Espanhol de A...

. Lídia Jorge - Prémio Lite...

. Lídia Jorge vence Prémio ...

. “A cultura é uma porta fu...

. Visita da Lídia Jorge

. Lídia Jorge

. Feliz Natal

.subscrever feeds

.Visitantes

.Professor bibliotecário: ode

.tags

. todas as tags