Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Nascimento do poeta português Cesário Verde

wiki-cesarioVerde.jpg

 

25 de fevereiro de 1855 - Nascimento do poeta português Cesário Verde; faleceu a 19 de Julho de 1886, vítima de tuberculose.

Poeta do concreto, das quadras simples, Cesário Verde é um dos precursores do modernismo em Portugal. No seu tempo foi ostensivamente ignorado. O reconhecimento, a admiração, vieram muito depois da morte, aos 31 anos de idade.

Poeta do século XIX, Cesário Verde nasceu na rua dos Fanqueiros, em Lisboa, a 25 de fevereiro de 1855. Sabemos que frequentou o curso de Letras, que um incêndio na casa de campo da família destruiu muito do que escrevera, que foi um comerciante, homem da pequena burguesia e republicano convicto. Sabemos pouco para traçar uma biografia exaustiva do senhor Verde mas, lendo com atenção o seu único livro, ficamos a saber que inventou uma nova poesia.

A aventura literária de Cesário Verde começa no “Diário de Notícias”. Os versos são publicados e mal recebidos pelos seus contemporâneos e críticos literários. Ninguém estava preparado para aquela poesia, tão diferente da que se fazia na altura, da corrente melodramática e romântica que a todos agradava.

Cesário transgride na forma e no conteúdo. Prefere quadras a sonetos. Escolhe temas não poéticos, coisas prosaicas  do quotidiano, que descreve sem sentimentalismos, recorrendo a palavras vulgares em vez de pesados vocábulos e frases de sentidos difíceis. Lisboa é a personagem principal dos seus poemas. O poeta observa atentamente o que se passa, filtra e capta a cidade nos seus múltiplos ângulos e  descreve o que vê em concisos instantâneos impressionistas.

“O Sentimento de um Ocidental”, “Nós”, “Num bairro moderno” fazem parte da sua única obra póstuma: “O Livro de Cesário Verde”, uma coletânea dos seus poemas editada depois da sua morte, em 1886. A genialidade destes 37 poemas é reconhecida quarenta anos depois por Fernando Pessoa que chama “mestre” a Cesário Verde. (in http://ensina.rtp.pt/artigo/o-livro-de-cesario-verde/)

 

 

1540-1.jpg

Cesário Verde, o “repórter do quotidiano”, consegue, como nenhum outro poeta português, observar os pormenores mais prosaicos da realidade exterior – da cidade e do campo –, captá-los através de todos os sentidos e representá-los em verdadeiras aguarelas que são os seus poemas.

Naquele pic-nic de burguesas,
Houve uma coisa simplesmente bela,
E que, sem ter história nem grandezas,
Em todo o caso dava uma aguarela.

 

 

Fontehttp://www.fnac.pt/O-Livro-de-Cesario-Verde-Cesario-Verde/a882801# 

 

 

publicado por essmo-becre às 00:46
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Março de 2016

Dia Mundial da Poesia 2016

O Dia Mundial da Poesia, celebra-se a 21 de março, tendo sido criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO a 16 de novembro de 1999.

O Dia Mundial da Poesia celebra a diversidade do diálogo, a livre criação de ideias através das palavras, da criatividade e da inovação. A data visa fazer uma reflexão sobre o poder da linguagem e do desenvolvimento das habilidades criativas de cada pessoa. Neste dia realizam-se várias atividades pelo país, sobretudo nas escolas, bibliotecas e espaços culturais.

A poesia contribui para a diversidade criativa, usando as palavras e os nossos modos de perceção e de compreensão do mundo.

Imagem1.png

 

Poesia em Portugal

A história portuguesa apresenta muitos poetas cuja obra literária é mundialmente conhecida. Luís de Camões, Fernando Pessoa, António Nobre, Florbela Espanca, José Régio, Natália Correia, Eugénio de Andrade, Cesário Verde, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner Andersen, são alguns dos poetas portugueses mais conhecidos.

 

 

Hoje, dia 21 de março, assinala-se igualmente o Dia Internacional das Florestas!

"Florestas e água" é o tema para 2016!

Fontes:

http://umcantinhodomeueu.blogspot.pt/

http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/

http://www.calendarr.com/

http://www.icnf.pt/portal

 

publicado por essmo-becre às 17:57
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 21 de Março de 2015

DIA MUNDIAL DA POESIA

F1_DMPoesia15.jpg

 

 

 

 

 

Assinala-se hoje, sábado, dia 21 de março de 2015, o Dia Mundial da Poesia.

Pelo oitavo ano consecutivo, o Centro Cultural de belém e o Plano Nacional de Leitura, associam-se e celebram a poesia.

 

Uma verdadeira maratona poética, dedicada a Cesário Verde, mas havendo espaço para outros poetas portugueses.

 

Espreite o programa e, se puder, vá até lá! 

 

 

 

publicado por essmo-becre às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

.Citação do dia

.Catálogo On-Line

Bibliotecas do Agrupamento

.Sugestões

"O enredo tece-se em torno da trajectória de um médico psiquiatra, desde o início da manhã, quando inicia o seu trabalho no Hospital Miguel Bombarda, até às 5 da madrugada do dia seguinte, no seu apartamento do Monte Estoril. Entre o início e o fim do eixo narrativo, sucedem-se episódios que constituem o quotidiano do médico no decorrer desse dia. O primeiro livro de um autor que ao longo dos anos se impôs como um nome cimeiro na literatura portuguesa."

Fontes:http://www.fnac.pt/

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.Música

.posts recentes

. Nascimento do poeta portu...

. Dia Mundial da Poesia 201...

. DIA MUNDIAL DA POESIA

.subscrever feeds

.Visitantes

.Professor bibliotecário: ode

.tags

. todas as tags